“O mercado português apresenta soluções tecnológicas que permitem a integração total da tecnologia com os equipamentos”.

360 Tech Industry: Novas soluções para uma indústria em mudança

Redação11/04/2019

Fábricas conectadas, robótica colaborativa, fabricação aditiva, são conceitos que já fazem parte da indústria nacional e que estarão em destaque no novo certame industrial da Exponor. A primeira edição da 360 Tech Industry acontece de 16 a 18 de maio e promete levar a Leça da Palmeira os novos avanços da Indústria 4.0 e as principais valências do setor da automação industrial, da robótica e dos compósitos. Falámos com António Proença, diretor comercial da Exponor, para perceber o que pode o visitante esperar desta nova feira.

A Exponor tem um vasto currículo de realização de feiras industriais. A 360 Tech Industry surge como uma evolução natural? Explique-nos um pouco da génese desta feira.

Esta primeira edição da 360 Tech Industry tem como objetivo trazer para o mercado as novas visões da indústria e as boas práticas internacionais. Procuramos integrar várias áreas, criando assim, ao longo de três dias, um programa de atividades e demonstrações que permitem ao visitante conhecer as várias soluções do setor e optar por aquela que garante maior rentabilização dos recursos da sua empresa.

Qual será a periodicidade do certame?

A 360 Tech Industry será realizada anualmente.

Quantos expositores terá esta primeira edição?

Contamos com 75 expositores.

foto

360 Tech Industry.

Quais são os setores com maior representação entre os expositores?

Os setores com maior representação são os da Indústria 4.0, nomeadamente, a Robótica, Automação, Compósitos e novos materiais.

Quais são as áreas temáticas da feira?

O certame divide-se em três grandes áreas: Fábricas Conectadas, espaço que privilegia a transformação digital das empresas através da aplicação das novas tecnologias aos processos de produção, permitindo uma ligação da produção à logística e garantindo assim mais qualidade e eficiência na redução de custos; Compósitos, área dedicada aos novos materiais que podem ser utilizados na fabricação, tendo em conta o impacto ambiental de cada empresa; Robótica, espaço que promove a aplicabilidade de soluções robóticas nas empresas, reduzindo não só o tempo, como também o custo de produção.

Qual é a vossa expectativa em relação ao número de visitantes?

Nesta primeira edição estamos à espera de cerca de 10.000 visitantes.

Trata-se de uma feira só para profissionais?

Sim, a feira é exclusiva para profissionais do setor industrial.

Estão previstos eventos paralelos durante o evento? Quais?

Nesta primeira edição, as atenções viram-se para o 'Let’s Talk 4.0', um ciclo de conferências dedicado às várias áreas que interagem com a Indústria 4.0. Também promovemos um concurso dedicado unicamente a startups da área tecnológica e industrial, que estarão no espaço Hubtech, inserido na feira.

Parecem existir pontos de sobreposição entre esta feira e a EMAF. É vossa intenção focar a EMAF no setor das máquinas-ferramentas e chamar a automação para este novo certame?

Sim, embora a Emaf seja um marco extremamente importante na indústria metalomecânica, a 360 Tech Industry tem como objetivo focar-se e promover a Indústria 4.0, ligada a todo o tipo de indústrias.

Como vê o estado atual da integração de soluções 4.0 na indústria nacional?

Atualmente o mercado português apresenta soluções tecnológicas que permitem a integração total da tecnologia com os equipamentos, obtendo uma otimização dos serviços e de todo o processo produtivo.

Que dificuldades acha que poderão as indústrias portuguesas encontrar na implementação destas soluções? E, de que forma pode esta feira ajudá-las nessa tarefa?

Neste momento, as empresas têm alguma dificuldade em encontrar recursos humanos qualificados para algumas funções, mas acredito que o paradigma vai melhorar nos próximos tempos.

A Exponor tem previstas mais novidades no âmbito das feiras industriais?

Continuamos com o mesmo reportório de feiras, promovendo as feiras industriais já existentes, como a Fimap, Maquitex, Maquishoes e a Emaf.

InterMetalJaba traducción técnica espcializada

www.intermetal.pt

InterMETAL - informação para a indústria metalomecânica portuguesa

Estatuto Editorial